sexta-feira, abril 20, 2007

Um Bem Haja a Mim e... a Mais Alguns!

Acho extremamente grave saber que o blog comemora um ano de existência, e ver que não tenho nada especial para aqui apresentar em função daquilo que seria de esperar para saudar uma data marcante como esta. (respirar) Exemplo disso foi desde logo não encontrar-me a postar nada no dia do seu aniversário, ontem, mas sim no dia posterior a esse. À partida, este feito já demonstra o impacto que esta data teve na minha vida! Mesmo assim, tinha que assinalar de qualquer forma o “júbilo” que é ter um blog a fazer anos, e aqui estou! Podia só mesmo passar aqui e dizer, “O meu blog têm um ano… Obrigado! Obrigado! Vocês são todos umas pessoas bués!” e subitamente punha-me andar…

Seria de facto uma forma bastante simples de resolver o problema, visto que a comemoração desta data em nada contribui para a felicidade da nossa comunidade, alias, eu até acho que este blog deveria ter sobrevivido menos tempo… vá lá, umas 10 semanas, depois abortava… hmm?

Mas pergunto: “O que tem de especial celebrar-se um ano de blog?” A verdade é mesmo esta, não tem nada! Isto não interessa a ninguém! Imaginem… Chegava eu hoje a minha casa e dizia aos meus pais, “Mãe, Pai… O meu Blog faz anos?”, não acredito que eles fossem dizer, “Muito bem filho, muito bem… Continua!”. Com certeza iriam antes dizer, “Sim Leandro, e também tens o teu quarto por limpar!”, ou talvez até questionassem, “Leandro, o que um Blog?

Mais estúpido ainda é saber que a única forma que arranjei para recordar este acontecimento foi, presentear-vos com um texto que não dissesse rigorosamente nada… É parvo, eu sei! Mas pensei que ao escrever um texto com estas características fosse a forma mais aproximada de espelhar aquilo que o blog é, uma imperfeita nulidade! Sim, imperfeita, pois há coisas que apesar de serem más até são bonitas de se ver, como o vídeo que irei cá colocar hoje… ok, não! Mas é importante realçar que, o meu pensamento não foi assim tão mau!

Um pouco de história(ou não):
Bem, ainda me lembro daquela airosa tarde de 19 de Abril de 2006, uma quarta-feira; cheguei eu ao apartamento cá no Porto depois de uma manhã farta de aulas, atirei as chaves para o sofá, seguidamente dirigi-me para junto do pc, liguei-o e disse: “Eh pah, é hoje que vou criar um blog!”, e assim foi… Ou então, como disse no longínquo primeiro texto, “Se o Beto é titular no Benfica, porque é que eu não posso ter um blog?”… e atenção, isto não é estar a repetir-me, esta frase serve de desculpa para assim continuar acreditar que tudo aquilo que outrora concebi para este espaço até tem o seu sentido! Se bem que agora o Beto já nem é titular no Benfica, mas por isso mesmo e analogamente, hoje tenho a frase que me dará a força necessária para perdurar com isto! Ora bem, “Se o Derlei é dos jogadores mais bem pagos no Benfica, porque é que não eu posso continuar com o blog?” Sim… Eu sei, esta reflexão dá força a qualquer um!

Lembro-me perfeitamente que o meu primeiro texto foi uma merda, não desfazendo os outros é claro! Estava eu sentado em frente ao monitor, a labutar sobre o que haveria de dizer, e passado pouco mais de uns 15 minutos, e depois de verificar que até aí não tinha escrito nada que fosse semelhante a um texto apropriado, disse: “Se isto fosse num fotolog era mais fácil!”, mas lá insisti com a minha demanda, e para a desgraça de muitos, hoje encontro-me na mesma situação, ou seja, estou em frente ao mesmo monitor, sem saber devidamente o que dizer, a enrolar, enrolar conversa, mas sinceramente digo, “Hoje está mais fácil”.

Falando agora seriamente, coisa que poucas vezes fiz durante este ano de bloguista, admito que muitas das vezes não tenha sido o mais correcto a falar, ou se calhar, a escrever, e peço desde já as minhas desculpas ao Beto, que foi alvo de várias críticas nos meus textos; e a outras particularidades que até achava interessante reavivá-las, mas por falta de tempo ou por não me apetecer minimamente falar delas, não vou aqui enunciá-las! Admito também que foi um ano em que vários textos tiveram o prazer de serem brindados com enumeras mensagens subliminares! Quem se apercebeu disso tudo… muito bem, sim senhor, perspicazes vocês… Quem não se apercebeu, temos pena!

Outro do aspecto que deve ser assinalado no texto do aniversário do blog, é sem dúvida as pessoas que se deram ao trabalho de comentar as minhas dissertações! Actos de inigualável coragem não mereciam um simples aparte mas uma grande ovação… O acto de comentar um blog, seja este o meu ou qualquer outro, é um acto penoso, complicado, só ao alcance de um número restrito de pessoas. Pessoas essas pacientes, consagradas pela a bênção de não só saberem dizer coisas como, “Gostei xD” ou “Curti” “Tas add!”… Pessoas iluminadas, ou simplesmente são pessoas que não tem mais nada para fazer!

Não me alargando mais sobre o assunto da celebração das minhas divagações, só dizer que, o que está feito, está feito, e não me arrependo de nada que escrevi, se algum dia me arrepender, é por não ter escrito no invés, mais coisas nas devidas alturas. Resta-me usar uma frase retirada do Livro do Desassossego que, basicamente exemplifica muito bem a minha postura em relação ao blog e àquilo que muitos poderão pensar acerca dele: “Se o que deixar escrito no livro dos viajantes puder, relido um dia por outros, entretê-los também na passagem, será bem. Se não lerem, nem se entretiverem, será bem também." Bem, acho que deu para perceber a mensagem, nem queria aqui explorar em demasia esta bela frase de Pessoa.

Bom, falta mostrar o vídeo que prometera ali em cima e que acompanhará este texto. Ao contrário daquilo que vocês poderiam estar a pensar, não sou eu a fazer figuras ridículas novamente, aliás, atendendo a este vídeo o que eu fiz há tempos é uma obra prima da filmografia!

Vou ser sincero convosco. Ando com uma necessidade acrescida de me declarar a uma pessoa, e curiosamente acho que encontrei a forma que certamente me irá dar a esperança amorosa merecida! Será que eu, ao fazer um vídeo semelhante a este, serei correspondido pela a minha “dama”?



Acho que valia a pena tentar, “Tas a ver ó não?”

Obrigado a todos que acompanharam o margalhal.blogspot.com até hoje, mesmo aqueles que o acompanharam de forma indirecta. “E pronto… novas escrituras da inutilidade chegarão… todas a seu tempo. Fiquem Bem!” Foi assim que terminei o meu primeiro “texto”, é assim que termino hoje.

Prémio, Cristo Ressuscitou, Aleluia, Aleluia, Graças a Deus, Aleluia, Aleluia!
“Oh Xor Padre, venha lá para fora ter connosco... Nós também somos seus amigos caralho!"
Anónimo Ébrio na recta final do Jantar da Visita Pascal na Pensão Suiça.

2 Interpelações:

Blogger Ricardo tagarelou da subsequente forma...

um ano inteiro a perder o meu tempo a ler e a comentar esta merda :x... olha que e muito tempo perdido fodass..

todavia contudo (xD) o que mais me intriga é essa cena da dama ahah :p tou pra ver queq vai sair dai jovem!! so espero que nao te declares à guitarra do teu irmao o.O


va va um bem haja ;)

abril 21, 2007 4:56 PM  
Anonymous Fábio Espadaneira tagarelou da subsequente forma...

BETO BOM:

http://www.youtube.com/watch?v=TdlWSUIfEjI

BETO MAU:

http://www.youtube.com/watch?v=NF9UyAe452A

BETO BOM:

http://www.youtube.com/watch?v=_1VVavKnqo4

BETO MAU:

http://www.youtube.com/watch?v=XtywFCqpENw

Só mesmo nos jogos de vídeo...
E já agora parabéns pelo aniversário do blog!

abril 24, 2007 1:41 AM  

Postar um comentário

<< Home