terça-feira, julho 25, 2006

Invasão Avecquiana - Blog para Férias!

Agrada-me o facto de escrever este post, primeiro pois significa que estou oficialmente de férias, o que é mau, pois infelizmente já devia estar há mais tempo… Segundo, pois certamente a maior parte dos acompanhantes deste espaço não o irão ler na altura certa, não será concerteza devido ao facto de começarem a ignorar as minhas escrituras de elevado grau não-cívico, ou pela simples razão de aparecerem ocasionalmente dando uma breve olhadela naquilo que se passa por cá, pois o contador do profile viewer não engana ninguém, registando semanalmente um apologal número crescente de visitas ao blog aquando postagem de novo texto. O que leva-me a crer que isto até é importante para alguns, de certo modo um espaço em que o visitante se apercebe facilmente que existem pessoas em pior estado psíquico que elas próprias.

Mas o facto destes imprescindíveis contribuidores vitais do blog não o estarem a lerem na devida altura, deve-se a que estes se encontrem na situação que eu próprio irei descrever no post de hoje!

Mas antes de iniciar mais um atentado textual, vou desfazer a dúvida que um destacado participante da coluna dos clamores sardónicos expôs na última escritura.

O Zidane, segundo fontes de informação fidedignas, ao invés de ter que acatar com suspensão de dois jogos pela sua selecção, o que era totalmente absurdo de acontecer, porque já se retirou do futebol, o que também não deixa de ser uma pena, pois tinha um jogo de cabeça invejável; irá cumprir o seguinte castigo: Além de pagar a respectiva multa já referenciada há tempos, multa essa intrigante, pois cobrar 9 mil euros a um jogador que ganhava cerca de 500 mil por mês, é um tanto ou quanto ridículo. Já estou mais ou menos a imaginar como irá ser efectuado o pagamento, “Ora, Como preferem o embolso da coima? Transferência bancária, cheque ou papel higiénico?”… certamente não será complicado abastar o imposto. Bom, mas além de pagar a multa por muito estúpida que seja, Zidane irá prestar serviço comunitário, não me parece que vá limpar as ruas de Berlim ou até mesmo tratar dos relvados dos estádios do Mundial, vai sim mostrar algo semelhante à classe que deslumbrava dentro campo, dar a cara por instituições de caridade, como por exemplo a UNICER… oh desculpem UNICEF e não ganhar absolutamente nenhuma compartição financeira com isso. Basicamente será uma prostituta governamental sem rentabilidades.

Pronto acho que desfiz qualquer dúvida acerca do castigo… hmm castigo… aplicado ao Zidane e correspondente rumo profissional.

Voltando então à temática central do post, depois de ter sido confrontado com a ideia de falar de caricatas personagens que aglomeram o quotidiano juntamente connosco, fui levado a dissertar como que uma obrigatoriedade acerca das Férias.

È nesta preciosa época que nós, Portugueses, fazemos aquilo que um dia Deus predestinou para o nosso povo, ou seja, não fazer nenhum… E como será que o “bom” português planeia as suas férias?
Ora pegar na tralhas, na mulher e nos filhos, deixar o cão abandonado na estrada e dar umas voltas até Algarve, é infelizmente a rotina realizada por várias famílias nacionais. Parece que para os portugueses não existe outra estância turística sem ser levar com raios ultra violeta na cabeça no sul do país.

Mas além deste fenómeno existe um outro que me apoquenta, o facto de começarmos a visionar por tudo quanto é lado e caminho matrículas com combinações de números e letras um tanto ou quanto estranhas, brindados também com uma coloração diferente da habitual.
Esta será certamente uma descrição que aterrorize muita gente, levados assim a pensar que esta mesma combinação algébrica seja a misteriosa descodificação do Código Da Vinci, proclamado por muitos como uma obra descomunal. Talvez por indignados descrentes que queiram afincar o seu não culto ao cristianismo e desatem por aí a parolar, dizendo que o que está escrito naquele livro é que é a dolorosa verdade, e que a religião cristã é uma falsidade bla bla bla… blasfémias. Não digo que não haja alguns factos com uma certa veracidade, mas como é possível acreditar num gajo que se lembrou de olhar para o quadro da última ceia e dizer que João tinha cara de mulher? Não percebo...

Mas não há motivos para alarmismos, existe uma boa explicação para isto tudo. Estas matrículas pertencem a veículos que não passam de simples meios de transportes de seres alienígenas que, atacam as nossas aldeias e terrinhas uma vez por ano, mais precisamente no verão! O que vai ao encontro de certas profanações do mundo do paranormal. Dizem alguns lunáticos que a época em que estamos sujeitos a uma maior frequência de visitas por parte de seres alienígenas, vindos nas suas naves com formatos ovais, luzindo cintilantemente no céu, é na verdade quando o nosso planeta atinge temperaturas elevadas, logo o verão é bastante susceptível para tais fenómenos ocorrerem. Portanto, não é de estranhar a chegada da população avecquiana ao nosso país.

Podemos considerar este episódio como um êxodo forçado, como que uma invasão, e digo isto porque talvez nesta época sejamos agressivamente amarfanhados por pessoas que num ou noutro local de férias nos asfixiam de palavreados sujos e intervenções sociais desnecessárias.
Não confundir avecs com turistas, são personagens completamente diferentes. Turistas são pessoas que afluem à nossa terra para granjear-se com a cultura que o nosso país lhes oferece. São pessoas que acham piada visitar freiras, igrejas e mosteiros, pessoas que são enganadas por hoteleiros astutos, e pessoas que também gostam de levar com raios ultra violeta na cabeça… afinal não são só os portugueses. Os avecs… não sei bem o que são, mas depois de efectuar uma enorme reflexão acerca do assunto, consegui juntar alguns elementos apropriados para os caracterizar… Acreditem foi difícil!

Primeiro, os avecs são portugueses. Aqui começa o princípio da analogia avecquiana.

Os avecs são portugueses emigrados em países francófonos que visitam habitualmente o nosso país no Verão. Não só para visitar as famílias que cá deixaram, como também aproveitam a desculpa de cá virem para exibirem o seu admirável e contagioso grau de inteligência!

Uma coisa que me irrita nos avecs é o facto de chegarem cá e pensarem que lá por virem de um país diferente são donos e senhores de tudo o que os rodeia. Chegam aqui com a peitaça de fora… “je parle france… je parle france!” e não dizem nada! Movidos em carros tunalizados ao som de aberrantes músicas tecno, ridicularizando algo que cá já está mais do que ridicularizado, a vertente do condutor azeiteiro.
Depois de um árduo trabalho de casa, cheguei à conclusão de que falar sobre os avecs é muito complicado, consegui descortinar vários tipos e subtipos dessa raça ameaçadora, de tal forma tive forçosamente arranjar um avec padrão, um perfil geral de como podemos qualificar um avec!

Assim sendo… Elaborei uma espécie de B.I Avecquiano!

Nome:
Depende da concordância entre sociedades paternais! Mas sempre com aquela extrema afinidade na sílaba tónica… Exemplos: Elodi, Maurice, Pierre, etc.

Depois existe o estranho hábito de juntar nomes Portugueses com essa mesma afinidade. Exemplo: Antoni, Pedrô, Elise… por aí… Leandrô ou Leandre, essas merdas!


Altura:
Depois de efectuar alguns inquéritos verifiquei que o avec tem alturas compreendidas entre 1,65m e 1,83m.

Peso:
Uma média de 72kg, esta média só não é mais alta pois o inquérito também foi efectuado a senhoras!

Interesses:
- Falar um suposto francês e dizer palavrões em português;
- Ouvir música tecno ou uma bela musica pimba de Nelo Monteiro, dependendo do momento festivo em que se encontrem. Das duas uma, se estiverem andar de carro pelas estradas do nosso país, pois isso para eles é uma grande festa, ouvem tecno, se estiverem numa agradável patuscada então ouvem uma deslumbrante música pimba dedicada ao emigrante… por exemplo Graciano Saga. É de fazer notar que a música rap oriunda do país onde habitam também está vincada nas suas listas de preferências musicais;
- Vestirem-se com um glamour inconfundível. Roupas largas e coloridas ou um simples fato de treino maquiavélico.
- Apanhar com raios ultra violeta na cabeça!


Basicamente são estes os interesses que os avecs possuem, pois eles não vêm cá fazer grande coisa!

É de fazer notar, que esta é mais outra brincadeira de puro mau gosto, vinda do criador deste blog… Por isso não façam deste texto uma filosofia de vida e não descriminem os Avecs, pois os portugueses também são suficientemente estúpidos para serem gozados… Eh pah esqueci-me, os avecs são portugueses, logo estou a afectar a comunidade lusa, sem grandes problemas!

Para rematar, transcrevo deste post uma frase fulcral, sendo algo que deve ser visto com alguma preocupação… “…Ora pegar na tralhas, na mulher e nos filhos, deixar o cão abandonado na estrada e dar umas voltas…”

Por favor não levem a mulher de férias, levem antes o cão ou outro animal de estimação… pois este não sabe sobreviver sozinho! Acho que vocês entenderam…

Sem mais nada acrescentar o blog vai para férias… hmm… oiço um bruá festivo… hmm… é impressão minha!

Boas Férias para Todos

12 Interpelações:

Blogger Leandro Soubast tagarelou da subsequente forma...

Uma nota com alguma relevância é o facto da ideia de falar acerca da comunidade avecquiana vir de um artista que por sinal até faz uns comentários sem grande cultura formal neste espaço. Por isso quando kiserem atazanar alguém por eu ter atingido certas sociedades culpem a ele, não a mim.. não tenho nada haver com isso, ele so me deu o tema, eu so fiz o favor de tagarelar acerca dele!

O meu obrigado Rocha, espero que esteja à altura daquilo tinhas em mente qd me sugeriste fazê-lo!

Um bem haja a ele, e ao resto da malta que cá passa! Com especial Abraço ás Tropas!

A Gerência!

julho 25, 2006 5:25 PM  
Anonymous simpleminded tagarelou da subsequente forma...

bem, e heis a grande revelaçao!! eu nasci na suiça :O:O!! eu namoro com uma suiça lusitana :O:O!! como te atreves a dizer ke eu profano os grandes emigrantes portugueses?? o meu avo traz.me chocolate kuando vem de ferias, e sim tem um dakeles bigodes, e uma matricula alienigena :P ahah.

eu kero entao dizer ha emigrantes muito ilustres, mas ha ke fazer uma arrojada critica a alguns paos de virar tripas ke vêm com um ego ke nem cabe no seu subaru com jantes tunificadas. estes individuos podem ter vivido 30 anos em portugal e tar ha um ano em frança mas têm de vir praki mostrar os seus dotes linguisiticos!!

lol mas nao levemos isto muito a peito, estes estranhos ouvintes de tony carreira so nos visitam muito ocasionalmente. e afinal de contas toda a gente concorda k eles dao uma imagem de portugal muito boa la fora.. nao e assim??

e umas boas ferias entao pra vos, vejam se bebem pouco, aprendem alguma boca fixe pa engatar as miudas com os vendedores de bolas de berlim e ponham o tao dito protector solar, um bone umas meias.

um abraço a comunidade margalhal

julho 25, 2006 6:00 PM  
Blogger Diana tagarelou da subsequente forma...

Sei de alguns desses avecquianos... povoam especialmente aldeias e pequenas vilas ^^ enfim..até a minha mae e os meus avós já foram avecquianos em tempos.. esqueceste te da tralha que trazem sp e as prendas :) boas férias*

julho 29, 2006 2:33 PM  
Blogger Pedro Almeida tagarelou da subsequente forma...

Um bem haja a si e ao Tony Carreira.

Relativamente a esses alienados não merecem muito, se não o destaque que lhes reservou.

Parece-me justo falar do comportamento animal de tais personagens no que à condução diz respeito ou não fossem eles portugueses com condimentos especiais.

É de facto relevante a característica de virem de países estrangeiros onde, para nosso mal, têem a oportunidade de adquirir veículos a preços mais acessíveis.

Na prática resume-se a um inefável espectáculo visual e sonoro. O entupimento das rodovias e parques de estacionamentos são uma realidade ao qual não podemos fugir e com a qual as autoridades tendem a compactuar.

Em jeito de recomendação permita-me que cite um pequeno aviso exibido em vários locais: "Não alimente os animais.".

E julgo que seja isto. Abraço.

agosto 01, 2006 8:54 PM  
Anonymous Margarida tagarelou da subsequente forma...

Não há dúvida que a sua capacidade de análise é deveras elevadíssima, meu caro! No entanto escaparam-se-lhe alguns pormenores. Como, por exemplo, o facto de os membros desta população híbrida se fazerem sempre acompanhar uns dos outros. Raramente é visto um "avec" sozinho. Misturam-se as várias gerações, comunicam num dialecto que cruza o mau francês com o mau português, são irrequietos e, acima de tudo, necessitados de atenção!
Espero que continue a presentear-nos com as suas dissertações sobre assuntos totalmente dispensáveis. Boas férias!

agosto 04, 2006 6:12 PM  
Blogger Diana tagarelou da subsequente forma...

insurrecto :|

agosto 20, 2006 1:52 AM  
Blogger KNOPPIX tagarelou da subsequente forma...

Uma outra abordagem aos emigrantes...
Boas férias

agosto 20, 2006 10:42 PM  
Anonymous Anônimo tagarelou da subsequente forma...

Senhores Racistas

Ouvi foces todos comparar "avecs" com animais ( o fdp pedro almeida por exemplo)
Voces se dizem isso assim de nos na internet , num blog, seriam capazes de falar asim dos pretos o dos arabes por exemplo ????

Pois nao poque isso é racismo e teu blog de M..... ja seria fechado

Dizer isso num blog é muito facil? andem ca dizer nos isso tudo de frente a frente.

setembro 08, 2006 6:44 PM  
Blogger Scarto tagarelou da subsequente forma...

Bem, como o Zidane, também eu estou a cumprir a minha penitência.

Gostei principalmente do tema e perguntas tu, porquê... para já, porque é um assunto que tá à vista de todos... eu mato me a pensar no que escrever e tu falas do mais fácil e que é também aquilo de que se deve falar.

Já sobre o tema em si, os avecs são uns mete nojo e só assim se compreende que o Nelo Monteiro faça música de tão ínfima qualidade... é que pelos vistos, no alto do frontespício deste sujeito vale mais agradar a meia dúzia de palermas que estão nesse não menos palerma país chamado França, do que a dez milhões de habitantes que aqui moram... mas o que a gente não sabe é que os avecs quando compram cd's é como se tivessem a comprar papel higiénico... levam três carrinhos de compras para os hiper's e enchem três e meio com sons de qualidade duvidosa, que ninguém duvida que aquilo é mesmo merda, mas enfim e levam para as suas cubatas lá no estrangeiro (que quando chegados aqui se transformam por encanto, em mansões; é só garganta) e distribuem por toda aquela malta... o primo que também já lá está, a cunhada do primo e a amiga da irmã da cunhada do primo, que embalados com o romantismo da música do Nelo Monteiro (e não percebem a letra, fará se o entendessem!) ficam a conhecer a nossa linda cultura... Claro que isto repetido todos os verões, os franciús cansam se de ouvir os cagalhões e as putas do Nelinho e os avecs não tem outro remédio senão montar uma barraquita (mais outra) na feira e ir vender os cd's a mil reis cada um. "Olha a pechincha! É fresquinho."

O único aspecto positivo destes sujeitos e sujeitas é o facto de ainda se expressarem em correcto e português vernáculo quando é necessário dizer ao ranhoso do puto para estar calado e quieto, usando então umas caralhadas e uns foda se...

Mas o melhor mesmo é quando eles se vão embora... Aaaaaaaah, pois é!!

novembro 17, 2006 12:21 AM  
Blogger Scarto tagarelou da subsequente forma...

Peço desculpa ou talvez não por comentar de novo este teu post. Para além de ter gostado (acho que já disse isto), só agora reparei em alguns dos outros comments.

Sei que não ligas, mas eu sim.

Piada que o fulano que diz que tu tens aqui um blog d merda e que ficou todo enxofrado com o teu post, acaba o seu comentário e passo a citar da seguinte maneira:

«Dizer isso num blog é muito facil? andem ca dizer nos isso tudo de frente a frente.»

Ora, não fica bem a alguém que faz uma exigência destas, assinar o comentário anonimamente!!!! Tá com medo de quê? Nós usamos as palavras e as palavras são as nossas únicas armas, ao contrário do francês mal falado pelos avecs, que se eu não soubesse diria que tiveram aulas da língua de Napoleão Bonaparte com Mário Soares, que tirando a célebre frase "Mon ami Miterrand", já só respirava... tenho a impressão que os avecs nos faziam um grande favor se já não o fizessem.

Ora bem e portanto, a culpa não é nossa, os avecs não somos nós, eu não ouço Nelo Monteiro, não conduzo mal, não uso meias com sandálias, não sou azeiteiro, sou português e tenho orgulho nisso e a única coisa que tenho que me aproxima minimamente de vocês é que ambos falamos mal francês... só que, e aí já tamos distantes de novo, eu não o tento falar e se o falar não tenho a mania que sei falar. Entendido?? Hmm, julgo que não.

Para finalizar gostaria de assentar e sublinhar, que este meu caro amigo, não insultou os imigrantes portugueses... falou foi mal dos avecs... que, felizmente, são uma ínfima parte dos imigrantes que nós temos espalhados por esse mundo fora.

E falar mal dos avecs, além de não ser racismo, se fosse alguma coisa seria xenofobismo... mas também não é, e portanto vendo numa das inúmeras enciclopédias escritas em português que possuo em casa, falar mal dos avecs é um direito que assiste ao bom português, ao português que tem olhos na cara e ao português e já agora à portuguesa que mal chega ao Verão tem vontade de torcer o pescoço a essa famigerada raça!!

Para a próxima identifique-se ou será que os avecs também são lingrinhas?? Já não bastava, realmente...

Para finalizar, gostaria de te dizer Leandro, que quando detiveres a presidência da câmara de Vale de Cambra e me deres o tão prometido tacho, quero o pelouro das Comunidades, Estrangeiradas, Turismo e Raças que deveriam estar em extinção... prometo-te que não entra nem um avec em VlC.

Tenho dito!!

novembro 17, 2006 12:45 AM  
Blogger Alien David Sousa tagarelou da subsequente forma...

Caro Leandro, seu id%ota!! Como podes insultar desta forma os aliens? huh?!?Como?

Antes de mais uma correcção:

"Dizem alguns lunáticos que a época em que estamos sujeitos a uma maior frequência de visitas por parte de seres alienígenas, vindos nas suas naves com formatos ovais, luzindo cintilantemente no céu, é na verdade quando o nosso planeta atinge temperaturas elevadas, logo o verão é bastante susceptível para tais fenómenos ocorrerem"

Se entendesses alguma coisa, saberias que a época do calor é a pior altura para viagens inter-galáticas. É quando existe um maior número de meteoritos na galáxia se antecede esta, o que torna as condições de voo extremamente perigosas, não necessito de dizer mais? Pelo sim, pelo não, vou-te deixar bem informado: é no inverno que o tráfego alienígena na direcção da terra se torna mais intenso porque...já adivinhaste! Já temos condições de voo.

Segunda parte.
Esses imbecis que descreves são da tua raça, eu sei que é complicado para ti admitir, mas são. Comportam-se assim porque são HUMANOS, se fossem seres alienígenas nunca teriam tais comportamentos.

Apesar de ter encarado este texto como um insulto, tenho no entanto de tentar compreender que existem factos que desconheces sobre os aliens e só mesmo com o tempo chegas lá, assim sendo, amigos como sempre ;)

Beijinhos

janeiro 16, 2009 12:22 AM  
Anonymous Anônimo tagarelou da subsequente forma...

Thanks for finally writing about > "Invas�o Avecquiana - Blog para F�rias!" < Liked it!

My blog :: Pirater un compte facebook

maio 30, 2013 12:14 PM  

Postar um comentário

<< Home