quarta-feira, junho 07, 2006

Síndromes Elementares e Conjuntivite Aveleira - SECA

Nesta semana confrontei-me novamente com outro problema, decidi escrever um texto ainda mais patético que os anteriores, menos atraente e de tal forma estúpido que os caros leitores se apercebessem do soberbo grau de demência que, o sério mentor do blog vos oferece. Pensei concretamente em abordar o mundo do ocultismo, até porque ontem foi um dia engraçado, cheio de mistérios e inquietações, penso até e brincando um bocadinho com o número em questão, que foi um dia infernal eheheh… mas na realidade este será um tema para tagarelar noutras alturas, talvez depois da realização da tal chamada reunião espirituosa, “The Gathering of the Glass”, que nos últimos tempos já tem sido fomentada e especulada por vários contrafeitos e corpóreos cooperadores.

Por isso tornei a fazer uma nova avaliação intrínseca sobre o tema que deveria comunicar hoje no blog…

Mas para se fazer uma coisa com certa credibilidade ignara, teria de escolher um assunto que por momentos pareça interessante, algo que cativasse o procurador alheio a efectivamente saber gerir as suas emoções como apreciador de bons textos; fazer um texto em que se encontre uma fonte de aprendizagem, merecedora de uma núcleo superior de instrução; fazer com que os acompanhantes deste espaço saiam à rua e digam:

“Sim Senhor… Ali sim, ali existe sabedoria!”

(Nota: Passar o cursor entre estes dois parágrafos, só assim poderão ver e deslumbrar a frase que deverão proferir depois de ler este post... como um simples toque de magia!)


Mas pelas minhas contas foi coisa que nunca aconteceu por cá e olhando abertamente para o futuro, nunca acontecerá. Mas tentarei verdadeiramente transparecer neste post um pouco desse acto de bom comportamento cultural que é, adubar as mentes geniais que gastam os seus neurónios a ler dejectos literários, que à semelhança duma ETAR se acumulam a cada semana que passa nesta página web, mas ao contrário da mesma, não são aqui reciclados devidamente… textos e mais textos sem dizer nada… hoje não será a mesma coisa!
Hoje meus amigos, aprenderão a dizer a palavra Quirguistão, Cazaquistão com “K”, palmípedes e a palavra Ortomixovirida… Hoje sim, alegro-me de escrever este post, pois com este crescerão como pessoas saudáveis e sabedoras.

Deste modo o tema do blog falará acerca de uma doença tão murmurada há uns tempos atrás, mas que depressa também foi esquecida, continuando afectar por via directa ou indirecta vários seres vivos, com uma elevada percentagem nos animais com asas e penas, nomeadamente aquilo que o ser humano um dia decidiu chamar de “passarinhos”, como já devem ter reparado o tema do blog será a Gripe Aviária.

Desde finais de 2003 que têm sido confirmados diversos focos de Gripe Aviária em galináceos e palmípedes (olha a primeira!) domésticos no extremo Oriente, relacionados com taxas de mortalidade muito elevadas, ou seja, estamos a falar de uma estirpe altamente patogénica. Hoje em dia a doença já se espalhou por vários países dessa mesma região, por exemplo o Japão, Tailândia, Laos, Indonésia, Butão, Uzbequistão, Taiwan, Birmânia, Camboja e Quirguistão (eu não disse!). Recentemente também atingiu a Rússia, o Kazaquistão (Oh… Cazaquistão com K!), a Turquia, a Roménia, a Moldávia, a Ucrânia, a Albânia, a Geórgia, a Arménia, todos aqueles países que participam na EuroVisão com nomes estranhos e a Croácia. É sabido que em Portugal também já foram encontradas duas aves infectadas.

Esta enfermidade é provocada por um ajuntamento de vírus ARN da família Ortomixoviridae (cá está o palavrão!), complicado não é?!? Mas é deveras prejudicial, pois este é veneno que afecta a maior parte das pobrezinhas aves que se encontram nos países acima mencionados. Mas apesar de ser um subtipo de vírus tipicamente aviário, também se pode transmitir esporadicamente aos Humanos, por via respiratória e conjuntival; por isso podem continuar a comer o tão saboroso churrasco sem se preocuparem com as doenças que este já possuiu!

Depois desta pequena introdução de cariz informativo, irei enumerar uma série de sintomas que o ser humano pode ter ao ser periodicamente infectado, digo periodicamente infectado, pois se este submeter a um tratamento rígido (treino) o vírus pode não se manifestar, tornando o seu efeito praticamente nulo. Mas este tratamento, tal como qualquer um, requer cuidados específicos.

Primeiro caso, e o mais comum de todos, quando o ser humano se encontrar nesta situação deve dirigir-se o mais rapidamente ao seu médico de família (treinador) para iniciar o seu tratamento anti-gripe aviária, para no futuro não ter surpresas menos agradáveis.

Protótipo Frangueiro


O segundo caso, quando o ser humano não toma as doses diárias necessárias para combater a doença. Este começa a perder capacidades motoras e sensoriais, prejudicando todas as pessoas que o rodeiam.

Aventuras e Desventuras de Ricardo Parte.I



Aventuras e Desventuras de Moretto


Terceiro caso, quando o ser humano exagera na dose administrada. Este começa a entrar numa fase de puro delírio, em que chega ao ponto de não aceitar os erros que comete, descarregando raiva por toda agremiação. Nestas circunstâncias é necessário um cuidado especial, em que o humano contaminado fica umas semanas de repouso intenso até que um ser superior (psicanalista ou treinador) faça uma nova análise do seu desempenho, para depois por ventura o colocar novamente em contacto com a sociedade.

Aventuras e Desventuras de Ricardo Parte.II


Como observaram, fiz uma pequena analogia entre a gripe das aves e o mundo, por vezes injusto, dos guarda-redes, analogia essa sem senso algum, pois o assunto da gripe das aves é mais sério do que aquilo que parece, e só pessoas de mau nome é que brincam com estas coisas.

Para finalizar e já que estamos em época do Mundial de Futebol, só espero que o Ricardo tenha a medicação em dia e não provoque desacertos na campanha Portuguesa na Alemanha!
Eu como mau Português iria ficar bastante irritado!

Saudações

5 Interpelações:

Blogger Scarto tagarelou da subsequente forma...

Este comentário foi removido por um administrador do blog.

junho 08, 2006 3:59 PM  
Blogger Scarto tagarelou da subsequente forma...

Quer-me parecer que tens mais matéria prima do fulano que está no segundo vídeo o que consequentemente te iria permitir falar mais a sério e mais profundamente sobre a gripe aviária. Assim não quiseste e preferiste falar de alguém que tendo os sintomas que referiste e bem, em algumas situações, é nada mais, nada menos que um génio. Quanto a este senhor poder pôr em risco uma classificação honrosa para Portugal eu estou mais preocupado com o desempenho de outros jogadores, e falo nomeadamente e mormente do rapazola Fernando Meira... a ver vamos, um abraço e até à festa da pitalhada.

junho 08, 2006 4:00 PM  
Anonymous O Vegeto tagarelou da subsequente forma...

Uma analogia trágica e sem sentido de prospecção! Sabes tu e todos nós, que existem mais aflitos nessa dolorosa circunstância, e por vezes agradável situação (para nós observadores) de estar infectado com esse famoso vírus que provoca o que nós chamamos de, “O Enterro do Goleiro”.

Creio que se fizesse uma pesquisa nos vídeos de jogos de um tal Vítor Baia, encontrarias com alguma certeza mais matéria para desenvolveres esse teu assunto da contaminação precoce de vírus ARN em humanos.

Mas tiveste bem, mostraste ao mundo o expoente máximo do culto do frangueirismo! Sim esse! Ricardo, o guarda-redes da selecção nacional… Na verdade hoje é dia de mundial para Portugal, desta forma vamos ter novamente a oportunidade de ver as qualidades exuberantes desse keeper! Espero meramente que esteja nos seus maus dias, é sinal que vai defender bem!

O outro exemplar de guarda-redes! Guarda-Redes?? Chamam-lhe o que quiserem! Mas é simplesmente o Moretto, que um dia fez uma maldade ao Miccoli, e hoje faz maldades não só a esse pequeno jogador, como a todos os jogadores do Glorioso e correspondente massa associativa! Enfim…

Fica Bem e continua com este espaço amigo!

junho 11, 2006 2:38 PM  
Anonymous Angélica tagarelou da subsequente forma...

Depois de muito me pedirem...cá venho comentar este post...
A gripe das aves é algo sério para se tratar assim tão levianamente como os frangos do Ricardo e do Moretto (penso que seja assim). Parece-me que descobriram a cura ou pelo menos o atenuar dos sintomas de tal mal, visto que o Ricardo até tem feito um bom Mundial!
Não tenho muito mais a dizer...excepto que as coitadas das aves continuam a morrer vítimas deste mal; que possivelmente o vírus já sofreu a mutação que permite que este passe de humanos para humanos, mas como andam todos preocupados com as bolas que coitadas, são maltratadas em campo por 22 jogadores sem piedade, ninguém se lembra...talvez quando o Ricardo demonstrar de novo sintomas de piteiro tomem consciência de que ela anda aí!!!!
Até ao próximo post!!!!!

junho 21, 2006 5:52 PM  
Blogger Pedro Almeida tagarelou da subsequente forma...

Tendo eu lido este segmento vai para algum tempo, confesso que o conteúdo do mesmo se me escapa ligeiramente, de todo o modo, ciente que o mesmo retrata a gripe ornitológica tenho a destacar a qualidade videográfica que foi eleita para acompanhar o texto.

Desconhecia a existência do terceiro exemplar e gostava de dizer algo sobre o mesmo. LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL

Acho que é tudo, palavras simples para retrararem uma realidade que prefere continuar a ser ofuscada por quem deve ter algum interesse, duma coisa eu sei, eu não pertenço a essa classe.

junho 24, 2006 9:52 PM  

Postar um comentário

<< Home